Browsing by Subject Parque tecnológico


or enter first few letters:  
Showing results 1 to 2 of 2
PreviewTitleAuthor(s)???itemlist.dc.contributor.author1??????itemlist.dc.description.resumo???
2021_12_14_boletim_diario_mcti.pdf.jpgBoletim diário MCTI de 14 de dezembro de 2021-Autor::Brasil. Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI)Artigos: Chamada pública do MCTI destina R$ 180 milhões para parques tecnológicos no país -- EMBRAPII/MCTI destina R$ 20 milhões para novos fármacos e biofármacos no país -- MCTI discute cooperação com países africanos no combate à pandemia da Covid-19 -- MCTI e CGI.BR apresentam tecnologias para a comunidade de Brumadinho (MG) -- Ministério promove 1º Webinar sobre Iniciativas de Apoio a Startups dos Países do Mercosul -- Programa de Verão do IMPA/MCTI abre inscrições em 19 de dezembro -- Ministério lidera parceria pioneira entre universidades do Norte de Minas Gerais -- 14 de dezembro às 10h - "EMBRAPII/MCTI, oportunidades de inovação para o setor elétrico" -- 14 de dezembro, às 14h - Conferência 'a escrita da História em tempos de pandemia'.
Estudo de projetos de alta complexidade: indicadores de parques tecnológicos : versão resumida--Com a criação de suas agências de fomento, CNPq e a FINEP, o Governo Federal conseguiu, ao longo dos últimos 60 anos, criar um sistema de pesquisa científica que colocou o Brasil entre os 15 principais países produtores de ciência no mundo. No entanto, este crescimento científico ainda não foi o suficiente para alçar nosso país a uma posição de destaque no que tange ao desenvolvimento de produtos, processos e serviços inovadores. De fato, a importante produção científica brasileira está longe de diminuir a nossa dependência tecnológica e de alavancar o desenvolvimento sustentável. Os parques tecnológicos são ambientes propícios para promover a interação de instituições e empresas públicas e privadas com a comunidade científica. Nesse contexto, os parques tecnológicos são apontados como ecossistemas com alto potencial para romper a lógica existente hoje no país de não se conseguir transformar o conhecimento científico em desenvolvimento social e econômico. O reconhecimento desse potencial fez com que o Governo Federal iniciasse, há pouco mais de vinte anos, um processo consistente de definição de políticas públicas e de investimentos financeiros visando à criação e à consolidação de parques tecnológicos em todas as regiões do país. O estudo que resultou nesta publicação, do qual, a pedido do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), o Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília (CDT/UnB) teve a satisfação em executar, visou fazer um diagnóstico da situação das diversas iniciativas de implantação de parques tecnológicos existentes no Brasil. Os resultados encontrados são animadores. Em um universo de aproximadamente oitenta iniciativas identificadas nas cinco regiões do país, verificou-se que já foram criados mais de trinta mil empregos altamente qualificados. Do total de funcionários das empresas instaladas nos parques, 13% são mestres e doutores e, as demais posições são ocupadas na sua grande maioria, por profissionais com nível superior completo. Além disso, verificou-se que o Governo Federal foi essencial para a implementação dos parques tecnológicos, uma vez que os investimentos iniciais são geralmente feitos com recursos federais, dada a grande incerteza nesta fase de desenvolvimento dos parques. No entanto, um item importante que este estudo revela é que, uma vez em operação, os recursos alocados pela iniciativa privada são largamente superiores aos investimentos realizados com recursos federais, demonstrando que as empresas estão identificando esses habitats como uma excelente oportunidade para desenvolver soluções inovadoras. Assim, este estudo mostra que estamos trilhando um caminho promissor para diminuir a nossa dependência tecnológica em relação aos países desenvolvidos. Acredita-se também que os resultados aqui mostrados trazem importantes subsídios para futuras tomadas de decisão em relação a investimentos e políticas públicas voltadas ao desenvolvimento da ciência, da tecnologia e, principalmente, da inovação no país.